Paz

Inicio desejando e saudando a paz que cada um é. Talvez adormecida pelo esquecimento, ainda vive um brilho eterno - a alma.
Hoje dia 06/08 é comemorado o dia mundial da Paz no Japão inspirado por alguém que com pouca idade soube ser um exemplo.

A prática do Origami (dobradura) é conhecida por muitos, porém também muitos estão a saber sobre a história de Sadako Sasaki. Por conta da radiação da bomba atômica lançada em Hiroshima durante a Segunda Guerra, em 1945, esta menina adoeceu com o quadro de Leucemia. Há uma lenda que diz que aquele que dobrar mil tsurus (senbazuru), sempre dobrando com o mesma intenção pode ter realizado um pedido. O tsuru é uma ave parente das garças, aqui no Brasil ela se chama Grou e simboliza longevidade e boa sorte.

Sadako iniciou suas dobras:

"[...] Durante a sua doença, ela resolveu dobrar mil tsurus com a palavra Paz. Infelizmente, ela faleceu, e em homenagem foi erguido um monumento no Parque da Paz em Hiroshima, onde são depositados milhares de tsurus.


Em sua base está a mensagem:


"Este é nosso pedido
Esta é nossa oração pela Paz mundial
Vou escrever Paz em suas asas e vocês voarão pelo mundo"

Sadako Sasaki

Até hoje, muitas crianças em várias partes do mundo se unem para confeccionar mil origamis de tsurus e enviá-los para lá." 
(Santa Rosa, Nereide Schiralo. Papel e Tinta. São Paulo: Callis, 2008)

A história de Sadako é uma inspiração, que continua a inspirar a até hoje a atitude de muitas nesta prática. Como ação concreta eu durante este mês estarei realizando uma oficina de Origami na Biblioteca Monteiro Lobato no Centro de Guarulhos. Esta é uma história que tocou meu coração e há seis anos eu a transmito, pois é o fato de lembrar que permite que as coisas vivam.

Sugiro que dobre um tsuru e viva a experiência escreva a palavra Paz em suas asas e deixe voar e inspirar outros da maneira que puder e sentir ser a melhor.


Para aqueles que não conhecem a dobra acesse e segui o passo a passo. Tsuru Dobras

E para manter a mente preenchida de Paz sugiro esta meditação. meditação

Termino com as palavras de Estés, que representam bem o que sinto:

Embora nenhum de nós vá viver para sempre, as histórias conseguem. Enquanto restar uma criatura que saiba contar a história e enquanto, com o fato de ela ser repetida, os poderes maiores do amor, da misericórdia, da generosidade e da perseverança forem continuamente invocados a estar no mundo, eu lhes garanto que...será suficiente.
(Estés, Clarissa Pinkola. O dom da história: uma fábula sobre o que é suficiente. Rio de Janeiro: Rocco, 1998)

Deixo também o endereço da Biblioteca para os interessados na oficina de Origami, serão cinco dias onde muitas dobras serão feitas e lendas contadas. Serão apresentadas também o origami - poesia baseado no Livro Cada Coisa que Parece de Sérgio Meurer, idealizado pela Contadora de Histórias Irene Tanabe.

Pontos e Dobras - a arte de Dobrar Histórias
Dias 20, 21, 22, 27 e 28 de agosto das 15h às 18h
Biblioteca Monteiro Lobato
Rua João Gonçalves, 439 , Centro - Guarulhos
Tel.: (11) 2087-6900

Márcio Grou

Comentários

  1. Boa tarde Márcio!
    Gostei bastante do post, foi bastante oportuno. No dia 06 de agosto acordei pensando que faz 67 anos que as bombas explodiram.
    Sugiro que você poste uma mensagem individual a respeito da sua oficina na BML.
    Um abraço!!


    Lucia

    ResponderExcluir

Postar um comentário

Postagens mais visitadas